Gravador para Chips ATMEL

Construa você mesmo um gravador para Chips ATMEL

Daniel O. Basconcello Filho

Neste artigo vamos construir um gravador para chips da linha ATMEL. Este artigo foi escrito para atender principalmente o público que deseja construir uma placa de Arduino, mas encontra dificuldades para gravar o bootloader.

Este gravador é baseado em um circuito bem simples, usando uma porta serial RS232 que inclusive pode ser baseada naqueles cabos conversores USB > RS232 para computadores que não possuem essa saída (notebooks principalmente)

Todo material do artigo estará disponível para download no final do artigo.


Nosso gravador montado e finalizado

Existem gravadores mais simples, baseados em porta paralela, mas como esse tipo de porta é rara de ser encontrada nos computadores atuais, preferimos o modelo via RS232

Esquema elétrico

Abaixo o esquema elétrico do nosso gravador:


Esquema elétrico do gravador

O esquema elétrico possui poucos componentes ativos e basicamente converte os sinais da porta serial, que são na faixa de -12 a 12 volts, para sinais na faixa de 0 a 5 volts. Os únicos componentes ativos do esquema são o regulador de tensão e o transistor. Este segundo serve para comandar o sinal de reset, que usa lógica inversa, ou seja, é ativo quando está em 0 Volts.

Optamos por embutir uma fonte de alimentação, regulada através do regulador 7805, de fácil obtenção. Poderiamos gerar 5V através dos próprios sinais da interface serial, mas para isso precisariamos de componentes que são difíceis de encontrar, como um regulador com baixo drop-out, necessário para esse tipo de abordagem.

Desta forma, podemos alimentar o circuito com qualquer tensão entre 7 Volts e 30 Volts

Notem que no esquema elétrico existe a imagem de um chip micro controlador, de 28 pinos, mas na verdade esse símbolo trata-se apenas do soquete para os chips da linha ATMega com 28 pinos, exatamente os mais utilizados para construção de placas tipo Arduino.

Futuramente vamos construir um adaptador para permitir a gravação de muitos outros controladores ATMEL. Aliás, se você deseja um gravador de categoria profissional, temos um projeto de uma interface STK500 no site disponível aqui

Placa de Circuito Impresso

Desenvolvemos uma placa de circuito impresso para nosso gravador, para facilitar a montagem e criar uma base física para os componentes.

A placa pode ser fabricada através do método da caneta ou do ferro de passar (transferência térmica).


Desenho da placa do nosso gravador


A placa depois de corroída

O leiaute da placa para impressão está disponível no final do artigo no formato PDF

Abaixo segue a relação de componentes necessários para a montagem:

  • 02 x Resistores 4K7 ohms 1/4 W
  • 02 x Resistores 10K ohms 1/4 W
  • 02 x Resistores 330 ohms 1/4 W
  • 01 x Resistor 15K ohms 1/4 W
  • 02 x Resistores 10K ohms 1/4 W
  • 01 x Capacitor eletrolítico 100uF/16V
  • 01 x Capacitor cerâmico 100nF
  • 02 x Diodos zener 5V1 / 0,5W
  • 01 x Diodo 1n4148
  • 01 x Transistor BC547 ou BC548 ou BC549
  • 01 x Regulador de tensão 7805 encapsulamento TO-220
  • 02 x Leds 5mm
  • 01 x Cristal de quartzo 16MHz
  • 01 x Soquete DIL 28 pinos (prefira os torneados)
  • 01 x Conector parafusável (para a entrada de alimentação)
  • 01 x Conector DB09 Fêmea para placa de circuito

Montagem

A montagem deste circuito não tem segredos nem dificuldades. O conector parafusável (azul à direita) serve para facilitar na hora de conectar a alimentação na placa.

A única observação é sobre os dois jumpers (pedaços de terminal) que devem ser soldados conforme mostramos na imagem abaixo:


A placa montada e os dois jumpers necessários

Na próxima página veremos o software necessário para gravar os nossos chips, bem como testes que podemos fazer para saber se está tudo OK.

Comente este artigo você também!

Licensa Creative Commons Esta obra foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-Compartilha 3.0 Não Adaptada.