Curso de Arduino

Aula 1 - O que é o Arduino

Daniel O. Basconcello Filho

Bem vindo à todos. A partir deste momento vamos aprender tudo sobre o Arduino! Vamos começar explicando o que é Arduino.

O que afinal é Arduino?

Arduino é uma plataforma de prototipagem eletrônica, criado por Massimo Banzi e David Cuartielles em 2005 com objetivo de permitir o desenvolvimento de controle de sistemas interativos, de baixo custo e acessível a todos.

O projeto foi criado pensando em artistas e amadores, ou seja, não é necessário ter conhecimentos prévios em eletrônica ou programação para iniciar-se no mundo Arduino.

Com o Arduino é possível também enviar e receber informações de praticamente qualquer outro sistema eletrônico. Desta forma é possível contruir por exemplo, um sistema de captação de dados de sensores, como temperatura, iluminação, processar e enviar esses dados para um sistema remoto por exemplo.

Outra característica importante é que todo material (software, bibliotecas, hardware) é open-source, ou seja, pode ser reproduzido e usado por todos sem a necessidade de pagamento de royalties ou direitos autorais.

A plataforma é composta essencialmente de duas partes: O Hardware e o Software.

O Hardware


Arduino Uno

Vamos abordar com detalhes o hardware do Arduino posteriormente. Resumidamente o hardware é uma placa eletrônica que:

  • Possui todos componentes necessários para a maioria dos projetos;
  • Contém uma eletrônica que permite usar a placa com diversas fontes de energia, baterias e fontes de alimentação;
  • Permite o acoplamento de circuitos externos através de pinos de conexão em posições padronizadas;
  • A eletrônica é baseada em componentes de fácil obtenção, inclusive no mercado brasileiro;
  • O esquema da placa é livre, e pode ser facilmente modificado ou adaptado.
  • A placa é programada, ou seja, escrevemos um software que ficará embutido no chip controlador (firmware)

O Software

O Arduino é um compilador gcc (C e C++) baseado em Wiring e que usa uma interface gráfica contruída em Java baseado no projeto Processing. Tudo isso resume-se a um programa IDE (ambiente de desenvolvimento integrado) muito simples de usar e de estender com bibliotecas que podem ser facilmente encontradas na internet (aos montes).


Ambiente de desenvolvimento do Arduino

Depois de criar o programa e compilar usando a IDE, o código gerado é enviado para a placa onde é gravado dentro do chip controlador. Esse software que roda na placa chama-se FIRMWARE.

As funções da IDE do Arduino são basicamente duas: Permitir o desenvolvimento de um software e enviá-lo à placa para que possa ser executado.

Construindo um protótipo

O processo de construção de um circuito de controle básico resume-se à:

  • Escrever um programa usando a interface de desenvolvimento do Arduino;
  • Conectar a placa do Arduino no computador através de um cabo (USB é o mais comum)
  • Compilar o programa escrito
  • Enviar o programa compilado para a placa e observar o funcionamento


Exemplo de aplicação: controle de servo motores (fonte: Fritzing)

Agora que já sabemos o que é o Arduino, vamos detalhar seu hardware:

Próxima aula: O hardware do Arduino

Comente este artigo você também!

Licensa Creative Commons Esta obra foi licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-Compartilha 3.0 Não Adaptada.